Justiça do Trabalho de Marabá (PA) e MPT apoiarão filme sobre trabalho escravo

Produção terá Dira Paes como uma mãe que virou ativista de direitos humanos após encontrar o filho escravizado no Norte do país

18/05/2015, Marabá – O combate ao trabalho escravo contemporâneo ganhará duas importantes divulgações para mostrar para toda a sociedade que essa prática ainda existe no Brasil. O Grupo Interinstitucional de Apoio a Erradicação do Trabalho Escravo (Gaete) aprovou na quinta-feira (14) a destinação de recursos para a produção de um filme e uma série de tevê, que vai retratar esse tema. "O combate ao trabalho é eficaz se ocorrer de forma articulada entre várias entidades públicas e a entidade civil organizada. Por isso, temos que continuar atuando dessa forma e também divulgando para toda a sociedade que conheça o que é trabalho escravo e denuncie”, disse o procurador-geral do Trabalho, Luís Camargo, que participou da reunião do Gaete em Marabá.

Continue Lendo

Imprimir